Ateliê Axogbó lança sua primeira coleção na Casa da Música

Com a assinatura da estilista Maria Clara, as roupas são inspiradas no vestuário do Candomblé

fb_img_1471312272579

Foto: Estilista Maria Clara em inauguração de seu Ateliê // Crédito: Luanda Cora

As comemorações do Novembro Negro não param nos Espaços Culturais da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA). Nesta sexta-feira (18/11), a Casa da Música recebe a primeira edição do Coleção Axós, realizado pelo Ateliê Axogbó, que traz um desfile de roupas do axé. Os ingressos são gratuitos e a classificação é livre.

Assinada pela estilista Maria Clara, a coleção busca explorar todas as nuances e beleza das vestimentas dos fiéis do Candomblé. Além disso, com o seu lançamento, busca-se gerar oportunidades para quem trabalha com produtos e serviços no segmento afro, holístico, música, literatura, estética, moda, cultura e arte contribuindo para novas concessões mercadológicas e a fidelização de atuais consumidores.

Na programação, a poetisa Mara Ansantewaa encanta e conscientiza a plateia com poemas sobre a importância e o valor do povo negro, ao mesmo tempo em que o produtor Saulo Pinheiro demonstra técnicas de fazer turbantes. Na sequência, as cantoras Gabriela Ferreira e Vanessa Borges abrem o desfile com um repertório de compositores negros e que valorizem a força da negritude.

O projeto reúne expositores de diversos segmentos, afro empreendedores empresários na área de moda e beleza, escritores, artistas que trabalham com arte, cultura, consultas e comercialização de produtos voltados a esse nicho de mercado, estimulando e despertando nas pessoas a capacidade para exercer atividades econômicas independentes. Viabilizando o empoderamento financeiro.

Novembro Negro – No mês em que se comemora o Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, a SecultBA, em parceria com a comunidade cultural e a sociedade civil, se mobiliza para realizar ações que visibilizem e reforcem a presença fundamental de negros e negras na pujança cultural da Bahia. Promover a inclusão, enfrentar o racismo, garantir a representatividade e consolidar ações afirmativas de reparação histórica são compromissos que qualificam o exercício da cidadania cultural da população negra baiana.

Programação

19h – Recepção com a Estilista Maria Clara

19h30 – Abertura com a poetisa Mara Asatewá e Como fazer turbantes com Saulo Pinheiro

19h50 – Início do desfile com as Cantoras Vanessa Borges e Gabriela Ferreira

20h30 – Encerramento e agradecimentos da Estilista Maria Clara, e inicio de inscrição para workshop de turbantes que ocorrerá em dezembro no Ateliê da Estilista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s